Cuspido e Escarrado (Esculpido em Carrara)

Imagem

Cuspido e Escarrado (Esculpido em Carrara)

O Pai e sua imagem espelhada nos filhos…

Trindade

O Pensamento Criador por vontade própria, espelha em seus filhos tal qual imagem invertida para que estes possam viver a experiência do Ser pela trilha do reaprender, relembrar e vir a ser…

O avô encontra em seu neto uma semelhança que só se explica pela inversão dupla da imagem Pai-> Filho-> Neto.

A seguir este raciocínio, não seria de todo errada a expressão popular: Pai-> Rico, Filho-> Nobre, Neto-> pobre. Todavia não se trata apenas de posses materiais mais, também, espirituais. Ocorre que a cada degrau da descendência, acima ou abaixo, manter-se-á o mesmo princípio.

Esta inversão de imagem se mostra providencial para que o filho busque incessante e instintivamente tornar-se semelhante aquele a quem ama. Cumpre, apenas, ao longo da jornada, seguir os ensinamentos do Filho primordial, não se tornando arrogante, nem pródigo. Assim, a transferência de saberes e experiências se dará num ambiente de maior Paz e Harmonia, contribuindo para a rápida evolução de ambos…

A piedade de Michelângelo

vatican-la-pieta-michelangelo-1024×768

Origem da expressão:O mármore de Carrara é famoso desde a Roma Antiga, quando foi utilizado para construir o Panteão. Muitas esculturas do Renascimento, como por exemplo David de Michelangelo também foram esculpidas em mármore de Carrara.

município de Carrara foi fundado em 1235. Durante séculos, foi governado por Pisa (1235), Lucca (1322), Gênova (1329) e Milão (1343). Depois da morte de Pilippo Maria Visconti de Milão em 1477, Carrara foi tomada por Tommaso Campogregoso, rei da Sarzana, pertencente à família Malaspina. Massa-Carrara formaram o Ducado de Massa-Carrara do século XV ao século XIX.

Em 1929, os municípios de Carrara, Massa e Montignoso foram unidos em uma única municipalidade chamada Apuania. Em 1945, a antiga formação foi restaurada.

O nome Carrara provavelmente vem do termo “kar” (pedra) usado na Antiguidade. Logo: Car-rara -> Pedra rara.

Anúncios

Pessoas: o elo entre a ideia e o sucesso…

Apenas 3 amigos reais todos os dias, com aperto de mãos, se possível e adequado, um abraço fraternal.

Network infalível e abençoada, posto que um deles poderá se comportar como seu Pai, outro o seu Filho e, se você estiver em paz, previamente parado, estará preparado para que o outro se comporte tal qual o Espírito Santo e ai… Só restará se ajoelhar e agradecer aos Céus.

 

 

Gestão de Projetos Ágeis

Transformar uma ideia em um projeto não é algo trivial. Exige um bom planejamento e PESSOAS que possam conduzir o plano traçado de maneira a atingir os objetivos propostos. E para tanto, um time qualificado e comprometido é fundamental. Sim, um time! Pois como diria Dom Quixote “Quando se sonha sozinho é apenas um sonho. Quando se sonha juntos é o começo da realidade.”  

Ver o post original 279 mais palavras

Como acordar pra Vida?

Estar acordado para a plena Vida implica estar atento ao significado literal das palavras que se pronuncia, ou seja:

Acordar para a Vida: No princípio o espírito acordou com o Criador o cumprimento pleno de todos os desejos oriundos de seu coração amoroso, origem e destino final de sua existência espiritual. Pressupõe, portanto, que em vida terrestre estará apenas cumprindo sua parte no acordo. Estará desperto, de olhos, mente e coração abertos à todas as possibilidades de manifestação do amor incondicional do Criador;

Estar Preparado: Estar previamente parado para iniciar as rodas da vida, desde o átimo de segundo na divisão celular, até o final da vontade do coração amoroso do Criador em experimentar-se no que não é, pura e tão somente para reconhecer-se no que de fato é;

Estar Entusiasmado: Estar com “Deus dentro de si”. Reconhecer que em seu centro emocional (coração) flameja uma chama do amor divino em forma de espírito santo e que sua intensidade cabe ao próprio indivíduo regular;

Conseguir: Seguir com Ele guardado e oculto. ComEleseguir;

Significado da Vida: Sinal ficado em seu espírito da Vida terrestre, através das ações espontâneas de trocas energéticas e magnéticas entre semelhantes (quem tem põe, quem não têm tira…). A compreensão plena da Vida pressupõe a visualização da claridade e intensidade da luz que emana do Criador e flameja dentro de seu Ser. Esta compreensão se dá normalmente na clara idade, ou seja, na cara idade do desapego (Caridade);

Comunicação: Comunica a ação da poderosa palavra que, pela intenção descuidada do emissor, se transforma em flecha mortal endereçada à mente e, ao errar o alvo, acerta de resvalo o peito que sente e cora com tal ação destranbelhada. Certo seria se fosse endereçada ao coração, que abrigado pelo peitoral, seria alvo fácil e se renderia sem perigo mortal, pois seria tal qual uma prece fraternal.

Felicidade: Felicidade=(Realidade – Expectativas) logo: Feliz Idade=(Real Idade-Esperanças Ativas)

Esperança: Enquanto espera, dança… e quem não dança, segura a criança.

 

Primeiras palavras que acertam o alvo correto:

MamãeMama ae meu querido que mamãe está sem hora pra manhas…

Papai: Papa aí muleque que comida é ouro que não cai do Céu…

(importante porém ainda não urgente) continua…

Porquê não mando meus filhos à Escola…

Imagem

Porque lá se ensinam muitas disciplinas que não quero que apreendam…

Língua Portuguesa, quando quero apenas que saibam a importância da palavra falada e escrita com correção, para que exprimam com clareza tudo o que lhes habita a mente, o coração e, principalmente, o espírito…

Educação Artística, quando quero apenas que compreendam quão valorosa é a expressão humana quando se vale de recursos outros que não a palavra fria traçada em linhas pautadas…

Educação Física, quando bastaria compreenderem que o seu organismo biológico é presente do Criador e como tal deve ser zelado com carinho, movimentado para que mostre todo seu potencial e utilizado com prudência e atenção pois a vida que nele habita é frágil…

Matemática, quando desejo apenas que conheçam o que se passava na mente do Criador quando projetou o vento e a luz intensa de uma fissão nuclear que dá início e fim aos ciclos da vida em todos os planos…

Ciências, quando seria necessário apenas olharem a terra sob seus pés, sua própria imagem refletida no espelho e a imensidão do céu sobre suas cabeças para suscitar-lhes as mais diversas inquietações…

Geografia, quando na verdade, lhes desejo ensinar quão maravilhosa é sua habitação presente bem como a de seus semelhantes, ora em planícies pacíficas, ora montanhas com picos gelados, ora desertos escaldantes, que não são capazes de barrar a vida por um só segundo…

História, quando, por certo, deveriam conhecer a biografia de todos os irmãos que por aqui passaram. Uns apressados, outros demorados; Uns para ensinar, outros apenas para apreender; Uns para exibir a nobreza do sentimento, outros o poder da mente; Uns pra viver o corpo, outros o espírito; Uns para ensinar o que não somos, pura e tão somente pra que reconheçamos e relembremos o que de fato somos e por que aqui estamos…

Redação, quando bastaria saberem que, tal qual a palavra emitida em senóides sonoras, a palavra escrita também é o que queremos, ou seja, uma flecha mortal ou uma prece fraternal…

Línguas Estrangeiras, quando me contentaria em saber que após absorvidos todos os saberes, suas mentes, seus corações e seus espíritos se sentissem tão maravilhosamente despertos que desejariam sair cantando e abraçando todos os povos da presente morada, pura e tão somente para dizer-lhes “Deus é convosco”.

Não mando, também porque não cabe a mim mandar, mas simplesmente estimular e ser exemplo vivo daquele que me estimula nesta jornada.

12 passos para a felicidade de seu filho

Imagem

Existe receita cientificamente provada para alcançar a felicidade. É isso que Sonja Lyubomirsky, psicóloga da Universidade da Califórnia (EUA), garante após analisar inúmeras pesquisas. A íntegra está em seu livro: A Ciência da Felicidade – Como Atingir a Felicidade Real e Duradoura” (Ed. Campus/Elsevier). Aqui, os ‘segredinhos’ que podem te ajudar:

1 Ensine-o a agradecer
Seu filho deve ser grato pelo que tem (sejam pessoas ou objetos) e mostrar reconhecimento pelos outros.

2 Cultive o otimismo
Faça-o olhar sempre o lado bom das situações. Se quiser, escrevam um diário juntos, contando as coisas boas do dia.

3 Evite comparações
Quando vir a criança se comparando com o colega, distraia-a com outras atividades. Se ela ficar frustrada, repita que cada um é bom em algo diferente e ressalte as qualidades dela.

4 Aposte em gentilezas
Pode ser para o amigo, o avô, o primo ou até um desconhecido. No começo, você vai precisar “forçar” o seu filho a ser agradável. Depois, acontecerá naturalmente.

5 Conserve relacionamentos
Incentive-o fazer muitos amigos e ajude-o a cultivá-los.

6 Descubra coisas que ele gosta de fazer
Deixe-o se concentrar em algo que lhe dá prazer a ponto de se esquecer do mundo.

7 Reviva os momentos bons da vida
Ele curtiu a excursão da escola? Peça-o para desenhar algumas situações, reveja fotos, escreva etc.

8 Trace objetivos
Pergunte duas ou três coisas que seu filho gostaria de ter e o ajude a definir metas para chegar ao objetivo, mesmo que seja só uma bola nova ou uma nota maior na prova de português.

9 Desenvolva estratégias para superar crises
Se a criança passar por algum estresse ou trauma, ajude-a a se concentrar em vencer a situação, e não ficar ainda mais deprimida com ela.

10 Pratique o perdão
O colega mordeu seu filho? Resista ao ímpeto de mandá-lo morder de volta. Ensine-o que ele deve encarar o menino e dizer que não gostou do que aconteceu, mas que está desculpado.

11 Pratique a espiritualidade
De acordo com suas crenças espirituais, ainda que elas não envolvam nenhum tipo de deus, desenvolva com a criança situações em que ocorra a discussão sobre as dimensões da vida, e parem para apreciar as maravilhas ao seu redor.

12 Mostre a importância do corpo
Mesmo se a criança não gostar da educação física, precisa entender que o esporte faz bem para a saúde. Um corpo são vai ser ferramenta de muitos sorrisos.

Por Cristiane Rogerio | Revista Crescer

Importância do Elogio Sincero…

Assim como as frases mágicas “Por favor”, “Com licença”, “Obrigado(a)” e “Desculpe-me” têm o dom de transformar nosso dia devido à entonação, vibração e otimismo. Um elogio, quando dito com carinho e verdade, tem o poder de recarregar nossas energias. Elogios nada mais são do que percepção, incentivo, observação positiva e otimista para que o elogiado mantenha um padrão qualitativo, tanto no lado pessoal quanto no serviço prestado ou no produto oferecido. O elogio, quando sincero e dito com discrição, fortalece a amizade e a auto-estima do elogiado.

Elogie as pessoas a sua volta com freqüência … Um pequeno gesto valorizando grandes esforços!!

Renomados terapeutas que trabalham com famílias, divulgaram uma recente pesquisa onde nota-se que os membros das famílias brasileiras estão cada vez mais frios, mais distantes, não existe mais carinho, não valorizam mais as qualidades, só se ouvem críticas.

As pessoas estão cada vez mais intolerantes e se desgastam valorizando os defeitos dos outros. Por isso, os relacionamentos de hoje não duram.

A ausência de elogio está cada vez mais presente nas famílias de média e alta renda.

Não vemos mais homens elogiando suas mulheres ou vice-versa, não vemos chefes elogiando o trabalho de seus subordinados, não vemos mais pais e filhos se elogiando, sendo amigos. Só vemos pessoas fúteis valorizando artistas, cantores, pessoas que usam a imagem para ganhar dinheiro e que, por conseqüência são pessoas que tem a obrigação de cuidar do corpo, do rosto.

Essa ausência de elogio tem afetado muito as famílias.

A falta de diálogo em seus lares, o excesso de orgulho impede que as pessoas digam o que sentem e levam essa carência para dentro dos consultórios. Acabam com seus casamentos, acabam procurando em outras pessoas o que não conseguem dentro de casa.

Vamos começar a valorizar nossas famílias, amigos, alunos, subordinados.

Vamos elogiar o bom profissional, a boa atitude, a ética, a beleza de nossos parceiros ou nossas parceiras, o comportamento de nossos filhos.

Vamos observar o que as pessoas gostam.

O bom profissional gosta de ser reconhecido, o bom filho gosta de ser reconhecido, o bom pai ou a boa mãe gostam de ser reconhecidos, o bom amigo quer se sentir querido, a boa dona de casa valorizada, a mulher que se cuida, o homem que se cuida, enfim vivemos numa sociedade em que um precisa do outro.

É impossível um homem viver sozinho, e os elogios são a motivação na vida de qualquer pessoa.

Quantas pessoas você poderá fazer feliz hoje elogiando de alguma forma?

Comece agora!

Pilares de Sustentação do Mundo do Trabalho e do Emprego…

Vamos nos deter sobre aspectos práticos da presente vida, que muito agradam as Sem Horas e aos Sem Honores:

O mundo do emprego nada mais é senão o próprio mundo do trabalho, porém em escala adequada aos quereres e aos saberes daquele que está em Tua Vida (Dúvida).

Empreender um negócio => Querer Negar o Ócio => Querer Negócio

O segredo do mundo dos negócios...

O segredo do mundo dos negócios…

Vejamos:

Se queres que o mercado reconheça valor em ti ou em em teus produtos ou serviços, desenvolva suas habilidades e qualidades ao ponto em que sejam notadas mesmo sem sua ação explícita neste sentido.

Siga determinados princípios que regem o giro de um negócio, pois como o próprio nome indica, um negócio não prospera sem capital de giro inicial e muito menores serão as chances de êxito se a cada giro na operação, não produzir capital que, tal qual o sangue, deve ser gerado em quantidade e qualidade adequada à correta irrigação de todo o organismo.

Três são os Pilares de Sustentação de um negócio. Apenas 3, pois tal qual uma mesa, se uma das pernas encontrar uma depressão ou saliência no solo onde se apoia, não colocará em risco os valores que sobre sí são depositados pelos que empreendem o uso.

No mundo do Trabalho temos:

Mercado (Marketing) -> Como primeiro pilar propulsionador

Negociação -> Como segundo pilar estimulador

Pessoas -> Como terceiro pilar realizador

Ao germinar a idéia do empreender, deve-se cuidar para que tanto a direção do giro como a intensidade e a energia suportada por todos os pilares sejam adequadas ao momento do negócio.

Na fase germinal, o giro deve se dar no sentido anti-horário (Pessoas<=Negociação<=Marketing). Observe que por se tratar de um giro anti-horário, porquanto anti-natural, demandará mais energia, produzirá mais calor e desgaste de materiais envolvidos.

Quando este processo chegar ao limite das forças suportadas pelos pilares, a energia terá chegado a tal ponto que este cessará por expontaneo qualquer movimento e, per si, encontrar-se-á previamente parado (preparado) para empreender o giro na direção correta do sentido horário (Marketing=>Negociação=>Pessoas) iniciando, assim, seu tempo de vida.

Ocorre que ao iniciar sua vida, seu giro, terá que vencer alguns princípios de física dos movimentos, ou seja, inércia, resistência, etc…

Contudo, caberá à sensibilidade do empreendedor regular a energia depositada sobre os pilares para que o giro se dê sobre o eixo de forma crescente, contínua e suave a ponto de permitir o giro concêntrico.

Lembremos de uma singela sem hora que ao depositar roupas em excesso na máquina de lavar, não respeita estes princípios e permite que estas fiquem amontoadas em apenas um canto da caixa cilíndrica. Resultado esperado e previsto: Giro não concêntrico => excesso de vibrações => desgaste anormal de componentes => perda de equilíbrio = perda de energia ao se deslocar de seu espaço, arrebentando o cabo de força =>perda de água e demais aditivos => avarias na máquina => danos na imagem da sem hora => aborrecimento do cliente final – dono das roupas.

Respeitados os princípios acima, o giro suave, crescente e contínuo, fruto do equilíbrio na energia depositada sobre os pilares, fruto do próprio equilíbrio do empreendedor, proporcionará a cada giro operacional, o capital necessário ao suporte dos 3 pilares.

Se resolver o empreendedor, por vontade própria, acumular para sí mais capital (energia) que o demandado pelos pilares, perceberá, inexoravelmente os resultados de seu próprio desequilíbrio, quais sejam:

No âmbito do pilar Mercado (Marketing)

  • Dispenderá recursos demasiados em ações que não colaboram com o giro concêntrico;
  • Produzirá excesso de demanda, sobrecarregando os demais pilares;

No âmbito do pilar Negociação

  • Não terá crédito do público consumidor por oferecer mais do que conseguirá entregar em termos de qualidade, quantidade e preço, quebrando o elo fundamental da confiança, que retro alimenta o sistema com um todo;

No âmbito do pilar Pessoas

  • Aqui se verificará o maior dano causado pelo desequilíbrio do empreendedor. O exposição de pessoas em Tu Vida (Dúvida), ou seja, compostas de Mente, Coração e Organismo Físico, a um volume insuficiente ou demasiado de energia gerada pelo negócio, irá produzir efeitos pernósticos que por si só merece um capítulo à parte. Todavia podemos antecipar o pior de todos os males: a “separação das pessoas”.

Continuará nos seguintes posts…